sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Sobre pinguins e gente morta

Pra quem sempre gostou de assistir animações sabe que existe mais de um jeito de dar vida para os personagens além de ligar uma camera dirigida a um ator bem treinado. Hoje, as animações representam uma boa porção das produções audiovisuais voltadas às salas de cinema.
Uma das técnicas conhecidas e muito usadas (principalmente na televisão) é o famoso 2D, que seria uma série de desenhos com ligeiras alterações em cada um dando a sensação de movimento. Mas uma técnica muito usada hoje em filmes como “Monstros S.A.” ou “Shrek” é o 3D, que é baseado em modelagem de personagens e cenários dentro do computador, de forma que anima-los, uma vez criados, parece bem mais fácil.
Agora, um filme que surpreende não só pelas qualidades gráficas mas pelas técnicas utilizadas é o “Surfs up” ou em português “Tá dando onda”. Produzido em 2007, foi indicado ao Oscar de melhor animação em 2008 mas perdeu para o também excelente "Ratatouille". O filme é uma animação em 3D que simula um documentário sobre um campeonato de surf em um mundo que pinguins e galinhas também sobem na prancha. Para dar mais realismo nos movimentos de camera os realizadores contaram com uma sala lotada de leds que identificariam a posição de uma câmera ligada ao computador. Um camera man então faria os movimentos na camera de verdade e conseguiria passear pelo ambiente virtual da animação, criando uma espécie de personagem por trás da câmera. A produção do filme chegou inclusive a levar os animadores, atores e outros da equipe para surfar para que conseguissem criar ondas mais realistas e animações convincentes.
Na animação 3D, são criados modelos virtuais dos personagens que vão sendo animados de acordo com os movimentos escolhidos. Mas como disse antes, essa não é a unica forma de animar personagens. Uma boa solução, não só pela estética criativa mas pelas inovações da produção foi dada pelo filme “Corps Bride”, ou em português “A noiva cadáver”. Não foi a primeira vez que Tim Burton dirigiu um filme com a estética e a técnica utilizadas (fez um filme anterior chamado “Nightmare before christmas”) e não foi a primeira vez que o mundo viu a técnica de stop-motion, mas o filme tem várias coisas que devem ser levadas em conta. No stop-motion são criados os personagens como bonecos, e são tiradas fotografias deles com pequenas alterações em suas posições simulando o movimento com um efeito único da técnica. Normalmente o que vemos em stop-motion são bonecos com cabeças removíveis e conforme a boca dele precisa mexer é trocada a cabeça. Já com o “Noiva cadáver” foram criados os bonecos com sistemas em suas cabeças de parafusar e desparafusar o maxilar e a lateral do rosto. Também suas sobrancelhas podiam mexer facilmente. Está ideia trouxe uma nova visão para o stop-motion. No processo de finalização foram utilizados filtros de davam a característica de imagem capturada por película, já que o filme foi capturado com cameras fotográficas digitais.
O importante em um produção audiovisual de animação não é que técnica é mais dificil ou impressionante, e sim porque foi utilizada. Na hora de planejar uma animação temos que pensar no visual que queremos dar a ela e como vamos fazer para alcança-lo. Na verdade, sempre que vamos planejar uma produção temos que antes pensar o que queremos antes de sair inventando moda.

beijos e até mais!

*Guilherme Ferrari é colaborador do Audiovisueiros

3 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Esse eu já havia lido em primeira mão.
Excelente postagem.
O Audiovisueiros está virando referência ...

Gui Ferrari disse...

na verdade esse post é um trabalho que fiz para faculdade. pretendemos colocar os trabalhos aqui maisa frequentemente..


brigadao pai!

rafael nicolosi disse...

Primeira vez por aqui!

Adoro animação! E adoro stop-motion!
Uma das coisas mais incríveis que eu acho em noiva cadáver está na animação do véu, que esvoaça ao vento! É incrível! Agente até esquece que se trata de animação stop motion!
Eu tive minha experiência com animação! mas ao contrário do Tim Burton, as minhas mandíbulas não se mexiam, os bonequinhos eram feitos de arame e durepox e eu tinha que grudá-los no chão para ficarem de pé! lol
A animação em sí também não está lá grande coisa. Mas eu gostei do resultado!
Dá uma olhada:
http://fiztv.uol.com.br/f/concurso/tm/15935/0

Abraços!