sexta-feira, 9 de maio de 2008

Estômago (Marcos Jorge, 2008)

Ontem fui ao cinema assistir "Estômago", do diretor Marcos Jorge, estreante em longa-metragens.

O filme chama atenção principalmente pela atuação do protagonista, João Miguel ( "Cinema, aspirinas e urubus", "O céu de Suely"), um ator simplesmente fantástico, marcante por suas expressões e por seu sotaque nordestino.
A história é bem simples, entretanto o roteiro é construído de uma maneira muito interessante. A escolha narrativa foi determinante para o desenrolar da narrativa fílmica. O filme se passa basicamente em dois ambientes: uma cadeia e um restaurante italiano. Raimundo Nonato vive nesses dois ambientes. Ao mesmo tempo que vemos o personagem tentando se adequar as normas da cadeia, vemos também, através simplesmente de cortes, Raimundo aprendendo como cozinhar em um restaurante bacana, ou seja, sabemos que ele esteve de verdade nos dois ambientes, mas não sabemos em que ordem isso aconteceu, ele cometeu um crime a agora tenta sua redenção, ou algo irá acontecer em sua vida que o fará cometer um crime?
Somente vendo o filme!
O filme apresenta altos e baixos, como qualquer obra audiovisual, nuances no roteiro, coisas que incomodam, coisas que nos fazem pensar, e coisas desnecessárias.
Não sei por que mais o filme me lembrou um pouco o longa-metragem de animação da Disney "Ratatouille", principalmente pelo personagem principal, tendo que se adaptar a um mundo que não lhe pertence, e tendo como arma uma única habilidade, saber cozinhar.

Vejam o filme, e depois nos contem o que acharam!

Bjs e abraços a todos!


*Renan Lima é editor do Audiovisueiros

9 comentários:

Nat... who??? disse...

Não tem haver com o tópico, mas quero registrar minha revolta:

Colocar "O Aviador" na lista da lateral foi sacanagem...

Gui Ferrari disse...

eu adoro esse filme! e quem colocou fui eu, tá?
heheheh

continuo recomendando, não ouçam essa louca... hauhauahuahau

Gui Ferrari disse...

e sobre o filme da postagem, eu recomendo também! é muito bacana! importante que vocês observem como a narrativa se desenvolve nos dois ambientes.

Udi disse...

fiquei com vontade de assistir O Estômago!

"O Aviador" é aquele que conta sobre aquele magnata que agora não lembro o nome?!
Gui, francamente, tenho que concordar com a Nat! mas Duro de Matar tem tudo a ver... risos!

acredite se quiser: ainda não assiti "Cinema, aspirinas..." mas "O Céu de Suely" é maravilhoso! Um poema visual.

Gui Ferrari disse...

vou dizer uma coisa!

eu adoro o aviador, tá?
hahahaha

Jessica Puga disse...

gostei do filme também, mas nao sei ao certo se gostei do final...

Gui Ferrari disse...

O final realmente fica meio esquizito.
Mas rola um suspense legal...

Flavio Ferrari disse...

Tem que ter estômago .... (tá bom, essa foi fraquinha).

Udi disse...

A-do-rei!
Nem percebi os "altos e baixos" que você citou. Consegue manter um nível bem estável.